quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Portugal Walking Festival SEIA 2013

  A Serra da Estrela vai receber de 22 a 24 de Novembro de 2013, a primeira edição do Portugal Walking Festival SEIA 2013, numa iniciativa da ADRUSE – Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela em parceria com a Rota das Aldeias de Montanha. Trata-se do arranque de um evento que se pretende venha a ser mais uma referência para os Passeios Pedestres em Portugal, levando os caminheiros portugueses e estrangeiros a conhecer um território de excelência para a prática da paixão de caminhar ao longo de todo o ano. Pretende-se mostrar que a Serra da Estrela não é só neve e gelo e que, durante a maior parte do ano, oferece cenários e possibilidades de disfrute desconhecidas de muitos visitantes que habitualmente a frequentam de inverno. Este primeiro evento tem uma duração relativamente curta de um fim de semana, devido ao seu carácter super promocional. Desta forma, conta com preços de participação muito acessíveis, com descontos significativos nos alojamentos aderentes.
Tirado daqui

domingo, 3 de novembro de 2013

Percurso de Fermelã



Foi inaugurado recentemente o percurso de Fermelã, sinalizado como PR8 de Estarreja. Faz parte da rede de percursos pedestres do BIORIA e é talvez o mais diversificado e bonito de todos os que conheço em Estarreja. Suplanta o percurso de Salreu. Como todos, é totalmente plano e ciclável. As vias são estradões de terra largos e bem definidos. No entanto a diversidade de cores é maior, observam-se mais culturas e mais espécies de árvores. O percurso passa pelo labirinto de terrenos do Bocage e junto de esteiros que desaguam na ria. Há vacas marinhoas, cavalos e muitas aves. Está bem sinalizado, com as cores vermelho e amarelo de pequena rota. Tem painéis explicativos, bem cuidados sobre a fauna e flora local. Uma boa oportunidade para aliar o desporto de natureza à interpretação da paisagem. Este ambiente, embora com muita flora e fauna selvagem, foi sendo transformado pelo Homem ao longo dos tempos, que aproveitou a presença da ria e dos esteiros para construir uma rede de canais de irrigação, controlando o fluxo de água através de comportas. Quem segue na EN109 vira à direita depois de Canelas. Segue em direção ao parque do Canal ou à rua do Carregal, os pontos de início e fim do percurso.