domingo, 6 de março de 2011

Caminhada para Amigos



Escolho uma parte do PR7 e do PR15. É um percurso variado, vê-se a Frecha da Mizarela, passa-se pelo pinhal que dá acesso à parede de escalada e aldeia de Cabaços, segue-se pelo maciço da Freita até ao Pontão Celta e portela da Anta, regressa-se à estradada de paralelos para ver o açude do Junqueiro e depois ao Parque de Campismo do Merujal pelas margens do Caima, observando os moinhos abandonados nas margens, os choupos despidos e a aldeia de Albergaria-da-Serra.

Demoro três horas, é um bom percurso para quando não apetece caminhar muito e querer regressar cedo a casa. A paisagem é variada, há uma ambiência histórica e cultural (a Anta da Portela) e fica acessível a quem vai do Porto.

As Antas eram antigos cemitérios anteriores à colonização Romana. Tinham uma laje que as cobria, que por sua vez estava tapada com terra. O acesso ao interior era estreito e entrava-se na câmara funerária rastejando. Havia uma simbologia associada à deferência pelos espíritos dos Antepassados. Os vivos ao entrar na câmara deparavam-se com os restos dos antepassados que eram ali colocados mortos, sentados, com os trajes e utensílios habituais. Os feiticeiros, xamãns do clã, acediam à câmara para, na presença dos cadáveres, comunicarem com eles. Julga-se que poderiam recorrer à ajuda de substâncias alucinogénias para entrar num estádio de transe, tal como algumas tribos Americanas ainda hoje fazem.

Mais à frente, um cão ajuda o seu dono, ladra para as cabras que se atrasaram do rebanho. Volta para trás, ladra numa pose de trabalho e responsabilidade, totalmente compenetrado a guiar o rebanho.

À entrada de Albergaria vê-se a gravação na parede do cemitério da finalidade a que se prestava a aldeia, dar guarida a quem vinha de longe pela estrada Romana que ligava Viseu ao Porto.
Um rebanho de ovelhas pasta do outro lado do coreto. Finalmente a chegada ao parque de campismo entre os Abetos de grande porte do parque de merendas.

Rio Caima


Margens do Caima e Ria de Aveiro

Pedra "Parida"

Serra da Freita


Pontão Celta

Anta da Portela



Açude, junto ao Junqueiro


Moinho abandonado, Rio Caima


Albergaria-da-Serra


O Direito de Guarida a quem passava em Albergaria