terça-feira, 4 de agosto de 2009

Ericeira: Percurso Urbano e Maritimo


Levanto-me às 6.30 da manhã para realizar este circuito pedonal na Ericeira. Tento seguir exactamente a numeração do folheto que adquiri de véspera no posto de turismo, mas fico mais desorientado. Chego à conclusão que é mais fácil deambular sem ordem e consultar o folheto apenas nos pontos que me suscitem mais curiosidade.
Existem dois circuitos marcados com pequenas tabuletas em forma de prancha de surf (a Ericeira é uma das principais estâncias de surf do país), um junto ao mar e outro pelas ruelas da vila. Ambos cruzam-se e podem ser realizados em duas horas.
Não vejo ninguém na rua, o dia amanhece fresco e límpido. È um momento muito agradável para fotografar as ruas desertas e ouvir os passarinhos a chilrear freneticamente nas árvores.
Junto ao mar o cheiro das algas é forte e o areal está completamente molhado. É estreito. Fico na dúvida se foi a água que chegou ao muro durante a noite ou se foi da humidade.
Um dos pontos emblemáticos é o pelourinho que testemunha a categoria de Concelho. O da Ericeira foi extinto no século XIX.
A parte típica tem ruelas de casas brancas e esquinas coloridas, as capelas de Santo António e Santa Marta, outras ermidas e fontes. Há muitos restaurantes, lojas e comércio abertos até tarde (durante o verão, pelo menos), com muita animação nocturna.
A estrada nacional 247 divide a parte velha da nova, repleta de empreendimentos com a habitual “Vista para o mar”.
A Ericeira é actualmente uma freguesia de concelho de Mafra, outrora foi uma Vila com foral concedido pelo Rei D. Afonso V. Local de veraneio de muita nobreza, daqui partiu o Rei D. Manuel II para o exílio em Inglaterra, após o derrube do regime Monárquico em 1910. Foi também a quarta mais importante alfândega portuária do reino, depois das de Lisboa, Porto e Setúbal.
Realço o charme do hotel Vila Galé, mesmo defronte do mar. Não estive alojado nele, apenas vi o seu enquadramento que não passa despercebido a quem visita a Vila, não destoa da envolvência marítima e rochosa em que se insere.


Sem comentários: